Para conversar com Deus é necessário, além de fechar os olhos, abri-los.





Para o Tantra, todas as mulheres são Deusas, representantes individuais da energia da Shakti Universal, da Grande Mãe Cósmica: a força feminina que dá forma a tudo o que existe. O Divino não está somente escondido nas profundezas do que não podemos conhecer. Ele está aqui, manifestado e pronto para ser observado, reconhecido e utilizado como alavanca para o nosso crescimento. Para conversar com Deus é necessário, além de fechar os olhos, abri-los.

.

Se você não pode ver o Sagrado em toda parte, não é capaz de reconhecê-lo em parte alguma. Nas árvores, nos pássaros, no mar... Não desperdice sua existência envolvido completamente pela divina presença a todo momento, sem reconhecê-la. Não espere viver vidas e mais vidas até que obtenha a compreensão de que Deus não está distante: ele/ela está aqui, agora, olhando para você por todos os pontos de vistas possíveis.


Além de buscar o Divino através do que exige esforço, do que é supernatural, experimente conhecê-lo ao abrir os olhos e observar ao seu redor. Um tântrico quando passeia por uma praia, reconhece Shakti nas águas do mar, na areia da praia, na criança que constrói um castelo na areia e até no casal que discute um pouco à frente.


Tudo isso é a Grande Mãe Cósmica manifestada. Reconhecer a Deusa em toda a vida é aceitar ser discípulo neste grande Ashram (templo espiritual), que é a própria existência. Com todos os seus inúmeros professores, capazes de trazer à tona dos seus piores aos seus melhores lados. Eis a compaixão de Deus: te trazer uma escola, manifestada no plano físico, com os exatos ensinamentos que você precisa aprender. Basta ter coragem de abrir os olhos e o coração, e encarar com o peito aberto esta grande jornada evolucional.


A vida pode ser uma dura batalha em direção ao céu ou uma grande celebração ao reconhecer o céu aqui. O convite do Tantra é que você viva o máximo êxtase, contentamento e plenitude, reconhecendo o Divino em todos os cantos, sabores e aromas. Nas tristezas, nas alegrias, na vida e na morte. Celebrando Deus visível, palpável. Reconhecendo a força da Shakti Universal em ti e no Todo.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo